Foto: Bayeltecnics, profissionais Habitissimo.

Foto: Bayeltecnics, profissionais Habitissimo.

  • Habitissimo, a principal companhia de internet de obras e reformas realizou uma enquete com a colaboração de Netquest na Espanha, Itália e Brasil para conhecer quais são os hábitos das pessoas na hora de contratar profissionais que possam realizar alguma obra, reforma ou serviço doméstico.
  • Uma das conclusões principais é que as pessoas preferem contratar profissionais através da internet pois consideram que é fácil, cômodo e seguro.
  • Na hora de reformar, os primeiros trabalhos que planejam realizar são: reformas de banheiros, reformas de cozinhas, trabalhos de pintura e pisos.
    Com relação à certificação energética, o Brasil e a Espanha ficam detrás da Itália. Este país também fica em primeiro lugar na hora de fazer uso das subvenções ou ajudas estatais para obras ou reformas domésticas.

Palma de Maiorca, decembro de 2014. Comunicado impresa– Uma enquete realizada pela Netquest para o Habitissimo no Brasil, na Itália e na Espanha, revelou que maioritariamente quem procura profissionais da área das construções para reformas ou serviços domésticos fazem-no através da internet. A maioria das pessoas que responderam à enquete opina que a internet permite comparar os preços entre os profissionais do setor da construção de um modo mais simples, ajuda a tomar decisões mais rápidas na hora de contratar ou comprar pois proporciona uma boa informação. Numa porcentagem menor, estão os que não modificaram os seus hábitos de compra e que lançam mão dos anúncios, listas telefônicas ou outros meios tradicionais.

Segurança e opiniões on-line

Por outro lado, o que as pessoas mais valorizam no Brasil, na Espanha e na Itália na hora de contratar um serviço on-line é que este seja prático, seguro e permita economizar dinheiro. Na Espanha, 63% dos entrevistados escolhem como primeira opção que seja um serviço prático, na Itália esta cifra é de 68% e no Brasil 79% têm como prioridade que seja seguro e permita economizar dinheiro. Ainda neste sentido, as opiniões na Internet são um elemento importante para as pessoas que procuram profissionais com a finalidade de contratá-los para uma reforma ou serviço doméstico. Na Espanha 73% das pessoas que usam serviços como o Habitissimo consultam na internet as opiniões deixadas por quem já contratou algum profissional. Na Itália 66% das pessoas fazem a mesma coisa, enquanto no Brasil essa cifra é de 74% dos entrevistados.

Crise econômica e lar

Os participantes da enquete do Habitissimo acreditam que os profissionais do setor das obras e reformas deveriam aumentar a sua presença na internet para encontrar mais trabalhos. De acordo com a pesquisa, a situação econômica vivida de forma diferente no Brasil, na Espanha e na Itália condicionou as pessoas na hora de tomar decisões para realizar reformas ou serviços domésticos. Na Espanha e na Itália, os participantes da enquete responderam que gastam entre 500 e 2.000 € ( R$ 1.500 e 6.000) ao ano em reformas, enquanto no Brasil este gasto está acima dos R$ 7.o00. Quanto à frequência com a qual realizam as reformas domésticas, na Espanha e na Itália a média é de 3,6 anos e no Brasil oscila entre um e dois anos. Assim, a maioria dos participantes brasileiros responderam que para eles seria melhor pintar a casa, depois fazer reformas na cozinha, pisos e sistema elétrico. Do outro lado do Atlântico, os espanhóis responderam que se pudessem, reformariam o banheiro, a cozinha e pintariam a sua casa nos próximos anos. Os italianos também realizariam reformas nos seus banheiros, fechamentos ou acessórios para a casa, e a pintura ficou em terceiro lugar.

Itália, o país com mais certificações energéticas

Depois de entrar em vigor uma normativa que obriga todos os proprietários que queiram vender ou alugar a sua casa de contar com o Certificado de eficiência energética em cumprimento do real decreto 325/2013, na Espanha 52% dos entrevistados afirmam que sua casa não possui certificado energético, 28% afirma que sim e o 20% restante diz que desconhece ou que está informando-se. Estas porcentagens se repetem ao compará-las com as do ano 2013 neste país.
Enquanto isso na Itália, parece haver mais conhecimento da população sobre o tipo de ajudas para a certificação energética. Assim, 55% dos entrevistados afirmam contar com o certificado de eficiência energética no seu país, 30% diz não tê-lo e o 15% restante afirma que irá pedi-lo ou que está informando-se. No Brasil os resultados foram ainda mais contundentes. Ao consultar os entrevistados sobre as certificações energéticas, 51% respondeu que não sabe do que se trata, 35% dos participantes afirmaram que não dispõe da certificação e 8% que sim, enquanto 7% diz ainda estar informando-se. No Brasil a certificação energética realiza-se através da norma 02.135-ABNT e é aplicada aos edifícios residenciais de até 5 andares. Determina as condições que deve ter um edifício residencial para que possa ser catalogado com uma certificação energética mínima .

Brasil e Espanha com mais desconhecimento sobre subvenções

Com relação às subvenções públicas que existem nestes países para realizar reformas ou beneficiarem-se de deduções fiscais, quem leva a dianteira são os italianos. Na enquete, 57% dos participantes afirmam utilizá-las enquanto 30% não as utiliza e 10% não podem ter acesso às ajudas por não cumprirem com os requisitos. No Brasil e na Espanha acontece o contrário, 55% das pessoas não se beneficiam das subvenções ou deduções na Espanha, e essa resposta repetiu-se no Brasil chegando a 42%. Tanto no Brasil como na Espanha os entrevistados afirmaram desconhecer se existem algum tipo de subvenção, dedução fiscal ou ajudas paras reforma ou melhora residencial.

Marceneiros, eletricistas e arquitetos os mais top

Na enquete do Habitissimo a maior porcentagem (66%) dos participantes responderam que os profissionais do setor da construção, obras e reformas no Brasil, na Espanha e na Itália têm um nível “aceitável” e consideram que alguns perfis despertam mais simpatia do que outros. Na Espanha por exemplo, os marceneiros são os que mais despertam simpatia entre quem os contratam. Na Itália são os eletricistas, enquanto no Brasil, os arquitetos ficam com o primeiro lugar no ranking. O que os usuários mais valorizam em relação aos profissionais liberais ou empresas de reformas domésticas na hora de contratá-los para um trabalho na Espanha são: qualidade do trabalho, preço, tratamento profissional e confiança. Na Itália indicam a qualidade do trabalho seguido da profissionalidade, da confiança e do preço. Por último, no Brasil valorizam mais a qualidade, a confiança e o preço.

O que é o Habitissimo

Habitissimo é uma empresa de Internet líder na Espanha, no Brasil e na América Latina que ajuda a conectar oferta e demanda no setor de obras, reformas e serviços domésticos. Oferecemos aos usuários particulares a possibilidade de publicar gratuitamente um pedido de orçamento para que até quatro profissionais da sua região possam contatar-lhe. Enquanto que aos profissionais de reformas lhes ajudamos a conseguir contatos aos que apresentar orçamentos para realizar trabalhos de obras, reformas ou serviços domésticos. Em 2014 Habitissimo chegou à publicação de mais de um milhão de orçamentos on-line de obras, reformas e serviços domésticos. Conta com mais de 270.000 profissionais registrados e uma equipe de 90 pessoas de diferentes nacionalidades que trabalham desde a única sede física localizada no Parc Bit de Palma de Maiorca.

Enquesta brasil

Enquesta brasil